O Grupo de Pesquisa conta duas Linhas de Pesquisa, que estruturam o Programa de Mestrado: ?Perspectivas da realização do Direito no contexto da crise da razão? e ?Pessoa, Direito e efetivação dos direitos humanos no contexto social e político contemporâneo?.

As Linhas têm muitos pontos de contato, mas procuram diferentes caminhos para enfrentar os desafios da reflexão sobre as inovações e o sentido do direito hoje a partir de sólidos pontos de partida jusfilosóficos.

Linha de Pesquisa: "Perspectivas da realização do Direito no contexto da crise da razão".

Esta linha reúne projetos de pesquisa e atividades de ensino e extensão em torno do pensamento jurídico no quadro de erosão e crise do racionalismo que animara a edificação do conhecimento jurídico moderno.

Explorando as linhas de força que, partindo da reação romântica ao Iluminismo, culminaram na reinvenção da filosofia como filosofia hermenêutica e como teoria da argumentação lingüisticamente orientadas, as investigações assumem o direito como um pensamento problemático que não cabe no modelo lógico-dedutivo proposto pela metodologia jurídica moderna (jusnaturalista como legalista), refletem sobre a racionalidade jurídica em sua tensão e complementaridade com o pensamento econômico, político, moral e científico, e a assumem em sua constitutiva relação com o poder.

Especial atenção dá-se para os processos de realização concreta do direito, especialmente no contexto do processo judicial, mas não só, uma vez que importa também refletir sobre como a racionalidade jurídica é reproduzida e legitimada pelos processos de educação jurídica.

Projetos de Pesquisa da Linha "Perspectivas da realização do Direito no contexto da crise da razão":

Linha de Pesquisa: "Pessoa, Direito e efetivação dos direitos humanos no contexto social e político contemporâneo".

Esta linha reúne projetos de pesquisa e atividades de ensino e extensão em torno da relação homem-comunidade, especialmente problemática no contexto social e político contemporâneo.

A partir de uma reconstrução histórico-filosófica da imagem contemporânea do humano, a investigação dirige-se ao problema da legitimação e efetivação dos direitos fundamentais nos quadrantes do Estado Democrático de Direito.

No cerne de todas as pesquisas pulsa a intuição do humano em sua dignidade como o paradigma (ponto de partida e o limite) da experiência jurídica ocidental, retomada noentanto sem recurso a concepções filosóficas essencialistas, mas, ao contrário, com consciência da radical historicidade e linguisticidade que constitui esta mesma prática jurídica.

Há importante ênfase na investigação do impacto do paradigma da dignidade na redefinição dos conceitos e categorias fundamentais da Teoria do Direito.

Projetos de Pesquisa da Linha "Pessoa, Direito e efetivação dos direitos humanos no contexto social e político contemporâneo":